×

Os benefícios do uso da telemetria na pesquisa

O que é Telemetria?

A telemetria permite a medição de sinais fisiológicos em animais que se movimentam livremente em suas gaiolas domésticas sem o uso de amarras.

O uso da telemetria na pesquisa animal é uma prática recomendada pela indústria para melhorar o bem-estar animal. O uso da telemetria sem fio permite que os pesquisadores trabalhem com animais conscientes e em movimento livre e reduz os artefatos de estresse nos dados da pesquisa. A telemetria sem fio é adequada para estudos que necessitam de registro contínuo por longos períodos e permite ao usuário registrar múltiplos pontos de dados a partir de um único objeto.

Comparação de diferentes métodos de gravação (em inglês)

 

 

Quatro razões importantes para usar a telemetria

1 - Melhoria do Bem-Estar Animal

Um dos principais benefícios da telemetria é que ela permite trabalhar com animais conscientes e em movimento livre. Outros métodos de coleta de dados requerem contenção animal, o que induz estresse no animal, afetando as funções fisiológicas normais e, portanto, os dados registrados.

A telemetria permite que você valorize1o bem-estar animal através da redução da exposição ao estresse e à dor através de:    

  • Manuseio reduzido
     
  • Totalmente implantável, com menor propensão a infecções
     
  • Menos animais necessários
     
  • Minimização da presença humana
     

2 - Dados de maior qualidade

"É geralmente reconhecido que a qualidade das medidas fisiológicas coletadas de animais conscientes sem estresse é superior, já que são coletadas nas condições que melhor representam o estado normal do animal. São menos influenciadas por fatores químicos, de estresse e psicológicos e (quando apropriado) são mais preditivas dos resultados que seriam obtidos em seres humanos".2  

  •     
  • O fato de estes dados de maior qualidade serem coletados continuamente aumenta a qualidade dos dados devido ao volume de medições e à capacidade de minimizar os efeitos do ruído.
        
  • A anestesia afeta a maioria dos sistemas de controle fisiológico e pode confundir significativamente seus resultados. A telemetria permite a coleta de dados de animais conscientes após terem se recuperado da cirurgia e possibilita estudos cognitivos e comportamentais não possíveis sob anestesia.

3 - Opções avançadas de estudo

Os dados de telemetria contínua e livre de estresse permitem realizar estudos e quantificar os dados de forma inviável com outros métodos de amostragem.

  •     
  • Adequado para estudos que requerem registro contínuo ao longo de dias, semanas ou meses
  •     
  • Capacidade de registrar múltiplos pontos de dados de um único animal e usar os animais sequencialmente com seu próprio controle
  •     
  • Estudar ritmos biológicos e detectar mudanças sutis que de outra forma seriam perdidas
  •     
  • Redução da quantidade de animais1 muitas vezes é resultado de dados de maior qualidade e opções avançadas de estudo que fornecem o mesmo poder estatístico com amostras de tamanho menor

4 - Redução de custos

A combinação de manuseio reduzido e tamanhos de amostra menores leva a economias significativas em mão-de-obra, consumíveis, manejo animal e muito mais.  A redução de esforço na atividade permite a aplicação de mão de obra em outros lugares, permitindo que se faça mais com os mesmos recursos.

The Value of Telemetry Based Research

Vantagens da Telemetria Kaha Sciences

Sistemas da Kaha Sciences combinam telemetria digital de alta fidelidade com tecnologia patenteada de energia sem fio para criar soluções de alta qualidade para suas necessidades de monitoramento fisiológico. Em conjunto com o PowerLab e o LabChart 8 / LabChart Lightning, esta solução estabelece o novo padrão de qualidade e potência para telemetria implantável sem fio em ratos.

Levando os benefícios da telemetria para o próximo nível

  •     
  • A opção de coabitação com nossos telêmetros ajuda a reduzir o estresse de alojamentos individuais
  •     
  • Os telêmetros são totalmente controlados por software para reduzir o manuseio/impacto do estresse
  •     
  • A tecnologia patenteada de energia sem fio permite maiores taxas de amostragem (2 kHz) e abre a portas para o uso de tecnologias mais complexas, tais como sensores de oxigênio e sensores Millar Mikro-Tip® de alta qualidade (medidores de pressão para ratos).
  •     
  • Os telemetros de pressão de rato incorporam um cateter Millar Mikro-Tip® padrão ouro contendo um sensor de alta fidelidade (ou acurácia) na ponta do cateter.1

Coabitação - aperfeiçoamento e redução na telemetria de ratos

Os ratos são uma espécie sociável e deveriam ser acomodados com pelo menos um companheiro de gaiola durante a duração dos estudos4. Algumas tecnologias de telemetria exigem alojamento individual, apesar dos reconhecidos efeitos prejudiciais ao comportamento3 e do possível impacto que isso pode ter sobre os dados fisiológicos. As soluções que incluem a introdução de um companheiro de gaiola não implantado e o alojamento de dois ratos implantados com dias alternados de registro nem sempre são ideais. Os companheiros de gaiola não experimentais podem aumentar o custo dos experimentos sem contribuir diretamente para o resultado da pesquisa e os dias de registro alternados diminuem a quantidade de dados coletados de cada animal e a continuidade do estudo.

Nossa característica de coabitação engloba os importantes princípios de refinamento e redução1, permitindo a coleta simultânea de dados contínuos de dois animais(Fig 1.). Com esta característica, os clientes aumentam o bem-estar e ao mesmo tempo reduzem o uso de animais e os custos de criação.

Schematic drawing of Kaha rat cohousing

Figura 1: Diagrama esquemático mostrando o emparelhamento de dois SmartPads para permitir o recurso de coabitação. O SmartPad primário fornece energia sem fio aos telêmetros implantados, enquanto cada telêmetro transmite dados para o SmartPad emparelhado com seu respectivo canal.

Esta característica de coabitação também pode suportar a implantação de dois telêmetros em um rato (>350g). Isto proporciona ao usuário a capacidade de personalizar protocolos experimentais e gravar até quatro sinais em combinações únicas de telêmetros. Esta capacidade personalizável foi recentemente publicada por Thakkar et al., na qual nossos telêmetros de pressão (TRM54PP) e oxigênação dos tecidos (TR57Y) foram implantadas em um único rato para registrar simultaneamente a pressão arterial, a pressão intracraniana e o oxigênio do tecido cerebral para investigar respostas hipertensivas a acidentes vasculares cerebrais em ratos5. Esta abordagem aumenta significativamente o valor de cada animal ao reduzir o número de animais necessários e introduz a capacidade de adotar uma verdadeira abordagem de "sistemas" para a pesquisa fisiológica.

Com a coabitação, nossos clientes podem promover tanto o refinamento quanto a economia de suas atividades de pesquisa, ao mesmo tempo em que reduzem o tempo e o custo. Este e outros benefícios exclusivos das soluções de telemetria da Kaha Sciences auxiliam os nossos clientes a ampliar os limites da pesquisa biomédica.


Recursos adicionais (em inglês)

Mais sobre a Telemetria Kaha Sciences para Pequenos Animais »

Sensores de alta fidelidade - porque se contentar com menos? »

Aplicações cardiovasculares com Telêmetros Kaha Sciences »

Cinco aplicações únicas da neurociência usando telemetria »

Telemetria de oxigênio tecidual: Como funciona e por que é benéfico para sua pesquisa? »

Entre em contato conosco para discutir sua aplicação especifica em pesquisa e os benefícios significativos que nossa tecnologia Kaha Sciences pode ter para suas pesquisas e fluxos de trabalho.


Referências

1The 3Rs. http://nc3rs.org.uk/the-3rs

2 Kramer K, Kinter LB. Evaluation and applications of radiotelemetry in small laboratory animals. Physiological Genomics 2003;13(3):197–205. doi:10.1152/physiolgenomics.00164.2002

3THE EUROPEAN PARLIAMENT AND THE COUNCIL OF THE EUROPEAN UNION,. DIRECTIVE 2010/63/EU

4Pinelli, C., Leri, F. & Turner, P. Long Term Physiologic and Behavioural Effects of Housing Density and Environmental Resource Provision for Adult Male and Female Sprague Dawley Rats. Animals 2017; 7(44). doi:10.3390/ani7060044

5Thakkar, P. et al. Hypertensive Response to Ischemic Stroke in the Normotensive Wistar Rat: Mechanisms and Therapeutic Relevance. Stroke 2019; 50: 2522–2530. doi:10.1161/STROKEAHA.119.026459

29 mai 2021